Decência e Ordem PDF Imprimir E-mail

Alguém já disse que os filhos de Deus deveriam adorar mais e discutir menos sobre a música e o culto na igreja. Entretanto, o apóstolo Paulo gastou 40 versículos  para tratar do culto público em I Coríntios 14, o que confirma a necessidade que temos de cantar em espírito, mas também cantar com a mente (I Co 14:15).

Um chamado a reflexão. E ele termina o capítulo dizendo: "Tudo, porém, seja feito com decência e ordem" (I Co 14:40). Precisamos entender o sentido das duas palavras principais do versículo.

  • Decência = Com dignidade, de maneira respeitosa, com nobreza.
  • Ordem = Além de organização, a palavra tem o sentido de bom caráter, boa qualidade e estilo.

A palavra é para que nada aconteça no culto em confusão, e que não se faça de forma egoísta e sem amor o que deve subir como aroma suave e agradável ao Senhor. Temos que pensar e repensar no que estamos falando e fazendo nos cultos. Cada geração precisa avaliar as músicas e as formas de adoração. A possibilidade de se fazer as coisas de forma mecânica ou impensada é muito grande.

Michael Youssef menciona, dentre outras, sete bênçãos advindas do louvor (Fortalecidos pelo Louvor, Ed. Betânia).

  1. Aproxima-nos de Deus
  2. Mexe com nossas emoções mais profundas.
  3. Oferece-nos oportunidade para testemunhar de Cristo.
  4. Combate o nosso orgulho.
  5. Ajuda-nos a praticar a gratidão.
  6. Faz-nos superar circunstâncias adversas.
  7. Fortalece a oração e o ministério.

Que Deus ilumine sua mente e aqueça seu coração enquanto você O adora.

Fonte: Vinde Adoremos - Ed. Cristã Evangélica